Parabéns Internet! Agora vamos olhar para o futuro de amanhã

Votos do utilizador: 4 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela inativa
 

Existe de facto razões mais que suficientes para apostar na Internet e em Marketing Digital, basta observar o mundo e a comunicação que decorre a uma velocidade e eficácia única permitida pela existência da internet.

Estando o Mundo a celebrar 25 anos do surgimento da internet e do que esta inovação mudou o contacto entre as pessoas, porque foi a 23 de Agosto de 1991 que a World Wide Web (www) foi aberta pela primeira vez ao público e surgia a internet como a conhecemos hoje, embora hoje com funcionalidades e características que cresceram e evoluíram ao longo deste quarto de século.

Não podemos deixar de prestar o nosso agradecimento e homenagem pelo feito preconizado pelo físico Berners-Lee e todos os outros pioneiros da Internet que tiveram a visão, a lucidez e a capacidade de permitirem que o mundo estivesse mais aberto e em contacto permanente. Thanks Berners-Lee!

www.23.8.1991

O Marketing e a comunicação empresarial está hoje de certa medida condicionada com a realizada alterada pela circunstância do feito protagonizado por Timothy John Berners (físico britânico, cientista e professor do MIT que se tornou mundialmente celebre no final dos anos 1980 pela invenção do que conhecemos hoje por Internet - World Wide Web  ou Rede Mundial de Computadores). Conheça AQUI a sua página pessoal.

Com a nova realidade que todos hoje vivemos com a Internet e o fenómeno mais recente denominado “social media” que conhecemos como redes sociais no cotidiano das nossas vidas pessoais e profissionais (v.g. Facebook, Linkedin, etc) o paradigma hoje da comunicação das organizações sejam elas fins comerciais ou não comerciais tem que estar alinhadas com o paradigma Web 2.0 e em (muito) breve o 3.0, claro que, como de inicio é referido o que hoje a internet oferece é de longe já muito diferente do que inicialmente permitia.

Para nossos especialistas em tecnologias de informação e marketing digital é um facto que o tempo do conceito Web 2.0 vai ser no futuro ultrapassado ou se quisermos melhorado por uma nova versão, pelo que, qualquer decisão actual sobre Marketing, Tecnologia de Informação e Internet nas organizações, precisa de ponderação face o que se aproxima tratar-se como a nova realidade em termos do que conhecemos hoje da Web.

Marketing Digital para profissionais autônomos

O que afirmamos com nossos clientes de SK Marketing & Estratégia, principalmente quando abordado o potencial do Marketing Digital, face a óptima relação custo versus benefício, assenta na ideia e muito na perspectiva da Web 2.0 que hoje conhecemos resultado da articulação e potencial de relacionamento entre a Web e os vários fenómenos Social Media (Redes Sociais), Blogs, Chats, etc., em todo o caso a Web 3.0 está muito próxima, veja-se que a passaram 25 anos e houve muitos degraus de crescimento que tivemos oportunidade de assistir.

Basta fazer um exercício muito fácil, imaginar o que já por si é um enorme potencial do que conhecemos das aplicações e utilizações já possíveis com a realidade que conhecemos hoje com Web 2.0 onde resulta maior e melhor socialização das relações entre as marcas e os clientes destas, elevada a um patamar de inteligência.

No The New York Times no final de 2006 (ver ou rever AQUI artigo) o jornalista John Markoff foi um dos pioneiros com o termo Web 3.0, resultado de um artigo que indiscutivelmente relevante e surpreendente para a época porque causou desde logo impacto face a visão do autor e tendo em conta que o mundo ainda estava a conhecer os impactos da Web 2.0 e em certa medida a utilizar em pleno todas as suas potencialidades, no fundo estávamos ainda a conhecer a “era” da socialização da internet, sendo certo que por muita crítica e discussão que tenha sido alvo, o facto é que o futuro deu razão e estamos à porta da terceira geração da Internet. Tivemos uma primeira (Web 1.0) com a implantação e disseminação da rede web em si, logo após a abertura ao público à 25 anos do primeiro site, depois mais recentemente a Web 2.0, com a qual vivemos já hoje, ou melhor, vivem e aproveitam algumas pessoas e organizações o que de melhor se aproveita desta realidade, sendo que, aqueles que utilizam correctamente e beneficiam de todos os recursos web articulados com os ferramentas social media (redes sociais) obtém uma enorme diferença de resultados, sejam eles comerciais ou não comerciais.

Sixtudio Web 3

Como já enunciado, nos últimos anos já começa a surgir uma ideia do que podemos contar com a Web 3.0, que efectivamente passa por uma melhor organização e utilização mais inteligente de todo o conhecimento já disponível, fazendo que o factor inovador deste conceito esteja assente nas estruturas dos websites e muito menos nos utilizadores. Estaremos assim muito próximos a caminhar para uma nova “era” que pode muito bem ser a “era” da inteligência artificial ou muito próximo disso, com melhor sinergia das tecnologias que já existem e que serão usadas ao mesmo tempo via banda larga, acesso móvel à internet, etc, todos juntos, mas de uma forma mais inteligente.

Concluímos assim que porventura vamos passar de World Wide Web (rede mundial) para uma prespectiva World Wide Database (base de dados mundial), ou seja, de uma imensidão de documentação para um universo de dados, onde as aplicações e os programas utilizados vão estar certamente adaptados e preparados para uma plena utilização de todos os dados online.

Outra consequência é observar maior eficiência de um Website, face os níveis de eficácia já muito conseguidos na actualidade, tendencialmente ao se pesquisar algo, obteremos respostas muito mais precisas. Provavelmente os usuários vão poder fazer questões aos seus programas e aplicações, recebendo de ambos feedbacks capazes de ajudá-lo de forma mais eficiente do que já hoje é exequível, havendo um tratamento de dados e informação nativa por parte das aplicações e programas ligados à internet.

Na actualidade num conceito Web 2.0 um mecanismo de busca como o Google permite que qualquer usuário pesquise o conteúdo de cada página, portanto se indicar o nome de um actor ou de um filme, todos os dados sobre este actor ou filme vão ser facilmente acessíveis e visíveis de imediato. Até poderá ainda utilizar a "busca avançada" para restringir um pouco mais os resultados. Mas se o usuário não se lembrar do nome do actor ou do filme, certamente será difícil ou impossível encontrar meios de localizar quer o filme ou autor. O que se prevê com a Web 3.0 é que nas mesmas circunstâncias o usuário terá outro tipo de resposta da internet, nomeadamente esta organizará e agrupará essas páginas, por temas, assuntos e interesses previamente expressos pelo internauta, nomeadamente por exemplo: todos os filmes policiais, que tenham cenas de perseguição de carros, produzidos nos últimos cinco anos etc.

web3.0

Já existem empresas e universidades a trabalharem e a desenvolverem projectos e iniciativas pioneiras para a Web 3.0 e até com ênfase na língua portuguesa. Paralelamente, e já do conhecimento público que estão em curso projectos que num futuro próximo vão traduzir-se em novidades.

Existe também outro entendimento sobre a Web 3.0 e o que vai significar para o mundo tal como conhecemos hoje a Internet, nomeadamente que o acesso a ela seja realizado a qualquer hora e em qualquer lugar e em qualquer dispositivo, possibilitando a troca de dados entre dispositivos e usuários de forma nativa e permanente.

A conclusão é mais que óbvia, além de agradecidos pelo que pessoas como Berners-Lee fizeram pelo mundo estamos certos que as organizações não podem ignorar que a aposta na internet e no marketing digital é crucial e inevitável, porque a informação é um valor inquestionável dos dias de hoje e do amanhã, quer das pessoas como das organizações, da forma como se conduz o dia-a-dia e se planeia a evolução e desenvolvimento das mesmas. O Mundo e a Internet como hoje, sempre de mãos dadas.

Se a sua organização pretende aproveitar e preparar o futuro, ou simplesmente beneficiar do que a internet possibilita em matéria de comunicar e informar o mundo, em particular o seu público-alvo sobre o que faz ou pretende fazer no âmbito comercial ou não comercial fale com especialistas na Statusknowledge em tecnologias de informação e marketing digital, coloque as suas dúvidas, questões e consulte-nos para os seus projectos e ideias sem compromisso mas em segurança e com confiança, preenchendo com os seus dados e contactos o seguinte formulário de contacto.

shutterstock 177032936

 

Contatos

HEAD OFFICE

Avenida da República, n.º 6, 7.º Esquerdo, 1050-191 LISBOA | Portugal

Tel + 351 211 332 968 | Fax +351 213 195 609

Redes Sociais

follow me on facebookgoogle logo  

follow me on twitter linkedin

Parceiros

APQlogo apemeta