ASAE promove o tema avaliação dos riscos

Votos do utilizador: 4 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela inativa
 

No passado dia 14 de Outubro no auditório do campus do Lumiar, em Lisboa, foi realizado pela ASAE – Autoridade de Segurança Alimentar e Económica um seminário denominado por “A ASAE e a Comunidade Científica na Avaliação dos Riscos e na Comunicação dos Riscos” na Cadeia Alimentar.

i016992

Como é conhecido em Portugal a ASAE tem por missão a fiscalização e prevenção do cumprimento da legislação reguladora do exercício das actividades económicas, nomeadamente nos sectores alimentar e não alimentar, bem como a avaliação e comunicação dos riscos na cadeia alimentar, sendo o organismo nacional de ligação com as suas congéneres, a nível europeu e internacional.

No mês em que se regista a efeméride do Dia Mundial da Alimentar (16-Out) parece-nos que a Segurança Alimentar, deve merecer atenção e principalmente é mais do que nunca oportuno focar sobre temas e discussões úteis neste âmbito, embora todos os dias os intervenientes do sector agro-alimentar abordam temas diversos no âmbito da Segurança Alimentar no seu dia-a-dia, mas um aspecto que saudamos é que não foi um evento para somente falar de HACCP.

1476690172946Este tema escolhido pela ASAE para o evento do passado dia 14 pareceu-nos muito feliz e mais uma vez falou-se para além do HACCP e de um tema que julgamos ser muito relevante e pertinente.

Iniciativa esta que contou com a presença de diversas entidades com papel muito relevante e preponderante na Avaliação e Comunicação dos Riscos, tanto a nível nacional, como internacional, sendo o tema escolhido bastante interessante e importante com aspectos de carácter técnico e científico muito oportuno para um evento a ser realizado no mês do World Food Day.

Foi assim uma excelente oportunidade para conhecer os principais objectivos de todos aqueles que se dedicam à temática da Avaliação e Comunicação dos Riscos, sendo um meio para assim ser conhecido o trabalho em curso ou já realizado.

Estivemos representados por colegas do Departamento de consultadoria em segurança alimentar com toda a atenção neste evento e destacamos o momento que foi abordado por Filipa Melo de Vasconcelos, subinspectora geral da ASAE relativamente a avaliação de riscos e a sua comunicação.

Foi também abordado a Agenda Europeia de Avaliação de Risco e as oportunidades de cooperação com a EFSA- European Food Safety Authority”, assim como a “Avaliação dos Riscos na ASAE e o Plano Nacional de Colheita de Amostras”.

asae

Em matéria de reflecções temáticas foi tema a importância do Laboratório de Segurança Alimentar na ASAE, assim como a Agenda Nacional de Avaliação dos Riscos até 2020, o impacto da comunicação dos riscos aos jovens, o Projecto ASAE “Alimento Seguro”, Avaliação do impacto nas crianças, Projecto ASAE “Mãos Limpas”, Projecto “Come devagar e bem e mexe-te também”, A Importância do Inquérito Nacional de Consumo na Avaliação de Riscos, Cooperação ERSAR/ASAE- balanço e perspectivas futuras.

Foi nesta ocasião dado a conhecer relevantes estudos, nomeadamente o de Avaliação de Risco, “Exposição de contaminantes químicos, em três dietas diárias de gravidas com tendências alimentar distintas”, estudo de Avaliação de Risco, “Avaliação do risco da exposição a substâncias estimulantes (cafeína, taurina e glucoronolactona) em adolescentes do distrito de Lisboa”.

Em termos internacionais a Avaliação dos Riscos em Cabo Verde e a ASAE no Contexto dos Projectos Internacionais.

Neste seminário ficámos a saber por parte da ASAE que no seguimento do inquérito conduzido pela Autoridade, na qualidade de Focal Point da EFSA, haverá lugar ao anúncio oficial da Agenda Nacional de Avaliação de Riscos.

Ficou claro para quem acompanha o trabalho da ASAE e deste evento em particular que a consubstanciação da Agenda Nacional de Avaliação de Riscos implica um envolvimento directo de cientistas e especialistas em diversas disciplinas da avaliação de risco e em todas as áreas da segurança alimentar, sendo na nossa visão de consultores um trabalho crítico e crucial, que esperamos conhecer os seus resultados quanto mais breve melhor para no nosso desempenho no terreno termos em consideração os mesmos. Desta forma passamos a ter critérios oficiais. Portanto que importa basearmos o SGSA - Sistema de Gestão da Segurança Alimentar, assente nos princípios de HACCP sem ter em consideração uma avaliação de riscos "oficial".

1476690173702

Ficou-se a saber que existe uma estratégia definida pela EFSA até 2020, visando edificar uma verdadeira comunidade de conhecimento e capacidade de avaliação científica nacional alinhada com a Europa, tendo presente as nossas especificidades por exemplo de Portugal que em matéria de higiene e segurança alimentar tem causado algumas dificuldades a quem fiscaliza e aos fiscalizados, atendendo as especificidades que Portugal é caracterizado no sector alimentar.

Estas ocasiões são muito oportunas até pala forma como promovem ponderações e reflecções sobre várias questões relacionadas com os riscos alimentares e sua importância no âmbito de todo o sector agro-alimentar, do prado ao prato, sector que lidamos no dia-a-dia no âmbito do nosso departamento SK Segurança Alimentar, pelo que saudamos iniciativas desta importância, ainda mais de uma prestigiada instituição e autoridade como a ASAE. O Evento teve o mérito do sentido de oportunidade.

Contatos

HEAD OFFICE

Avenida da República, n.º 6, 7.º Esquerdo, 1050-191 LISBOA | Portugal

Tel + 351 211 332 968 | Fax +351 213 195 609

Redes Sociais

follow me on facebookgoogle logo  

follow me on twitter linkedin

Parceiros

APQlogo apemeta